• Cristina Horst

Ter o próprio negócio não garante a sua independência financeira


Já ouvi essa história se repetir inúmeras vezes, especialmente entre quem decide empreender sem planejamento. É mais ou menos assim: a pessoa decide empreender abrindo um negócio e logo nos primeiros meses, quando o dinheiro começa a entrar, se emociona e começa a gastar como se não houvesse amanhã.

Claro, afinal de contas isso sim é independência financeira né? Não ter superiores para dar satisfação, ter o poder de decidir tudo...

Sinto te informar, mas isso não é independência financeira não! Ter decisão sobre o dinheiro da empresa não garante a você independência financeira no futuro.

Calma que eu explico.

No mundo das finanças pessoais, a ideia de independência financeira está ligada ao ideal de conseguir viver sem precisar gerar renda diretamente. Ou seja: é o tal “viver de renda”.

Ter renda suficiente para não precisar mais trabalhar no futuro é muito diferente de ter decisão sobre o dinheiro hoje.

Quando você abre seu próprio negócio, antes do dinheiro que entra ser seu, ele precisa ser destinado ao pagamento dos fornecedores, da sua estrutura de funcionamento (aluguel, água, luz, internet, etc.), dos seus impostos, dos outros funcionários e por aí vai. Afinal de contas, é o pagamento de tudo isso que vai garantir que sua empresa continue existindo, mesmo que ela seja composta apenas por você.

Confundir o seu dinheiro e o do seu negócio é tão comum quanto perigoso.

É claro que esse poder de decisão te dá mais liberdade em relação ao direcionamento do seu negócio, inclusive sobre as decisões financeiras. Mas para garantir a sua independência financeira é preciso levar outros fatores em consideração como: qual a sua expectativa de renda para esse momento da vida, tamanho do seu patrimônio, se você estará ou não disposto a consumir parte desse patrimônio para garantir a qualidade e vida que espera ter no futuro e por aí vai.

Essa decisão está ligada ao seu planejamento de vida e não apenas ao direcionamento dos seus negócios.

E como garantir essa independência financeira então?

Cuidar bem do seu negócio é um passo importante, porque ele terá uma grande parcela de responsabilidade na acumulação do patrimônio necessário para o seu futuro. Mas não é só isso!

Você também vai precisar de um planejamento financeiro pessoal.

Da mesma maneira como as ações da vida empresarial são baseadas em um plano de trabalho que você elabora previamente, na vida pessoal também pode ser assim.

Criar um plano para sua vida pessoal vai te ajudar a responder aquelas perguntas difíceis sobre o futuro e a desenhar o melhor caminho para garantir que esse desejo de vida futuro se concretize.

Assim você fica mais seguro para a tomada de decisão e sabe o que precisa fazer para garantir a sua tranquilidade no momento de descanso!

Vamos bater um papo sobre o seu futuro e o da sua empresa? Me chama AQUI e vamos entender como posso contribuir contigo para o alcance dos seus objetivos!

;)