• Cristina Horst

POUPAR DINHEIRO PRA QUÊ, SE SÓ SE VIVE UMA VEZ?

A economia está toda atrapalhada, a poupança rende abaixo da inflação e no meio desse cenário caótico você ainda quer me convencer de que poupar dinheiro é um bom negócio?


A resposta é sim. E sabe porque? Para realizar as coisas que são realmente importantes para você. O dinheiro não é um fim em si mesmo, e sim um meio para que obtenhamos as experiências e bens que desejamos. Por exemplo: se deseja ter segurança na velhice, é por meio do dinheiro que acessará um plano de saúde e garantirá a sua independência financeira; se quer ter novas experiências viajando o mundo, o dinheiro será o meio que possibilitará pagar o curso de inglês – espanhol ou outro idioma -, comprar as passagens e garantir a hospedagem e alimentação; se quer garantir um bom estudo para os filhos, é por meio do dinheiro que materializará isso, investindo na educação deles.


Poupar vai além de apenas deixar de gastar. Significa utilizar o dinheiro de forma inteligente e, em ações que realmente lhe tragam felicidade. A grande verdade é que não existe fórmula mágica, o que existe é muito estudo e autoconhecimento para entender o que faz sentido para você.

Uma ação que pode te ajudar a chegar nesse patamar é viver com 90% da sua renda e investir o restante. É uma tarefa desafiadora no início, que ao longo do tempo tende a se tornar um comportamento natural e, com a prática, o seu padrão de vida se encaixará exatamente à sua disponibilidade financeira, existindo ainda a possibilidade de continuar aumentando o percentual poupado.


A sugestão é de que quando houver a entrada de receitas você retire, imediatamente, o valor que será poupado para o investimento (10% ou mais) e viva o restante do mês com o que sobrar. Essa ação auxilia no exercício de se educar para o futuro.


Lembre-se que mais importante do que o valor que você ganha é como e quanto você gasta. Se você consegue gastar menos do que ganha e investe a diferença, certamente estará em um nível de gestão financeira avançada em relação a maioria dos brasileiros.


Crie suas próprias regras de acordo com a sua realidade atual. O importante é que você saiba porque poupar e se sinta feliz com isso! A clareza desses objetivos contribuirão para que você se mantenha firme no propósito!