• Cristina Horst

HÁBITOS SAUDÁVEIS PARA SUAS FINANÇAS

Quando a gente fala de dinheiro é sempre assim: a gente entende o que precisa ser feito, mas será que os seus hábitos estão contribuindo pra isso?

Pra começar essa conversa vamos ter em mente que os hábitos podem ser aprendidos, modificados e aperfeiçoados. O simples fato de sair do piloto automático e refletir sobre suas ações e comportamentos já pode garantir uma graninha a mais na carteira.


E o que eu vou de deixar aqui são 5 hábitos saudáveis para suas finanças, que vão te ajudar a chegar muito mais longe com elas.


1. Possuir um orçamento. Anotar, identificar e analisar os seus comportamentos financeiros é essencial para acabar com as escolhas automáticas. Especialmente aquelas que não cabem mais no seu bolso! Analisar as contas vai te ajuda a eliminar desperdícios financeiros e tomar decisões conscientes sobre a destinação dos seus recursos.


Mas não adianta só anotar. Você tem que usar essas informações para tomar decisões, começando por se comprometer em não gastar tudo o que ganha e já investir para seus objetivos assim que o dinheiro entrar na sua conta. Esperar o dinheiro ”sobrar” pra depois investir é uma péssima decisão, porque as nossas necessidades são infinitas e os recursos são limitados.


Monitorar os seus gastos te traz os seguintes benefícios:

- clareza sobre seus hábitos;

- mais controle sobre seus impulsos de compra;

- mais confiança para alcançar seus objetivos e clareza do caminho pra isso;

- menos incerteza e estresse a respeito do seu futuro financeiro.


2. Ter metas claras e fazer planos para realizá-las. Essa clareza que vai te direcionar inclusive para não começar a abrir mão das coisas erradas, como por exemplo, trocar uma alimentação saudável por uma gordurosa em nome de economia.

Além da clareza desses objetivos, a outra etapa do processo inclui criar um plano de como concretizar esse objetivo.

Transformar a grande meta em pequenas ações é o que vai garantir o seu progresso contínuo. Seguindo o exemplo da alimentação, a grande meta de “ter uma alimentação saudável” passa pelo planejamento do que comprar, antecipar o preparo, fazer suas marmitas, etc.


3. Revisar os planos de tempos em tempos. Analise seus gastos periodicamente, isso vai evitar desperdícios e o seu descontrole. Revisite hábitos de consumo, contratos, estratégia de investimentos e realize as adequações que forem necessárias.


4. Conversar sobre dinheiro. Falar sobre dinheiro com outras pessoas vai te apresentar novas perspectivas, ideias e até mesmo oportunidade de aprendizado e gestão. Inclusive são essas conversas que podem te impulsionar a buscar novos conhecimentos e aprimorar a sua forma de cuidar do seu dinheiro.


5. Continuar se aperfeiçoando

Investir no seu conhecimento vai garantir que você continue criando o ambiente favorável para o seu progresso e que continue protagonista das suas decisões. Lembre-se de que você é dono do seu destino, então nada de terceirizar a culpa heim! Assuma a responsabilidade e comece a buscar o conhecimento que você precisa.



Cuidar do próprio dinheiro pode ser mais fácil do que você imagina e você pode começar agora mesmo!


Topa esse desafio?

Clique AQUI e confira mais dicas como essas no meu canal do YouTube!