• Cristina Horst

FAXINA FINANCEIRA: COMO SE LIVRAR DE GASTOS DESNECESSÁRIOS


Todo final ou começo de ano eu sempre separo um tempo pra poder organizar minhas coisas. O momento mais evitado e contraditoriamente esperado é o da faxina no guarda-roupas. É esperado porque eu adoro a sensação de ter espaço para o novo, mas é adiado porque o processo é demorado...


Começo tirando tudo lá de dentro para analisar e separar: o que não serve mais, o que serve, mas eu não quero, aquilo que está estragado ou precisa de conserto, etc. E sempre vem a mesma descoberta: quanta coisa eu nem lembrava que tinha! E olha que eu nem sou consumista ou compradora compulsiva heim!


Ao final de tudo eu me sinto leve, com mais espaço e sabendo que muito daquilo que não tem mais utilidade pra mim pode fazer a diferença na vida de outra pessoa!


E se a faxina tem esse poder, você já pensou em trazer essa prática pra sua vida financeira?

É isso que vou te ensinar aqui pra você também sentir aquela sensação de leveza e ter a certeza de que seus gastos estão fazendo muito mais sentido para te aproximar dos seus objetivos.


A faxina financeira é o momento em que você tira um tempo para analisar todas as suas contas, uma a uma. Essa análise tem o objetivo de te dar mais clareza sobre as suas decisões financeiras e de consumo.


Na sequência vou te ensinar o passo a passo para você fazer a sua faxina financeira.


Passos para sua faxina financeira

Passo 1: analise o extrato bancário, a fatura do cartão, os canhotos dos cheques e seu comportamento de consumo.

Passo 2: identifique o que deve ser cortado, diminuído ou renegociado

Passo 3: comece a agir:

- coloque metas para o que precisa ser diminuído e inicie esse processo;

- separe um tempo para fazer os cortes e renegociações e assim vai ter mais agilidade.


E para te ajudar a lembrar do que você precisa avaliar, vão aqui 7 itens para otimizar!


1 - Assinaturas de serviços: Sabe aquele aplicativo ou serviço que oferecia o primeiro mês gratuito e caso não houvesse o cancelamento a cobrança seria automática? Livre-se dele antes que esqueça de cancelar! E se você quiser aproveitar o tempo da gratuidade para depois decidir se irá continuar ou não com a assinatura, a minha dica é de que coloque um alarme no celular pra te avisar a data limite para tomar a decisão, antes que a cobrança seja efetivada.

Lembre-se de visitar a área onde estão os aplicativos do seu celular pra você conferir qual deles você não tem utilizado e já providenciar o cancelamento e exclusão.

Conferir o seu cartão de crédito item por item também é uma boa estratégia para avaliar quais são as cobranças automáticas desnecessárias.

Depois de todas as análises, separe um tempo para cancelar tudo. Vai por mim: realizar atividades em lote nos deixa muito mais produtivos!


2 - Idas ao mercado: idas repetidas ao supermercado são desperdícios duplos: você desperdiça tempo e dinheiro com esse comportamento. Você pode otimizar seu comportamento de compras em supermercados com essas 3 dicas: faça listas de tudo o que precisa comprar e se atenha a elas; agrupe os itens para compra e adquira o que for possível nos mercados de atacado, onde os preços costumam ser menores e estabeleça um limite orçamentário para cada compra. Com planejamento é possível eliminar muitos dos gastos desnecessários.


3 - Tarifas bancárias: Analise quais serviços bancários você realmente utiliza e compare com os serviços pelos quais está pagando. Lembre-se que você pode tentar uma negociação de tarifas no banco com o qual se relaciona ou mudar de instituição.

Atualmente existem diversas instituições que disponibilizam conta corrente de pessoa física e jurídica isenta de tarifas de manutenção de conta. E todos os bancos são obrigados a disponibilizar a “conta de serviços essenciais”, que é isenta de tarifas. Com ela você tem direito a: 01 cartão de débito para compras e saques; 04 saques por mês; 02 transferências entre contas da mesma instituição por mês; 02 extratos no caixa eletrônico por mês; e 1 talão de cheque com 10 folhas por mês.


4- Tarifas de anuidade de cartão de crédito: quanto você paga de tarifa anual pelo cartão e quais benefícios recebe em contrapartida? Se você continua a pagar tarifas para acessar o programa de pontos, os gerencie os seus pontos como quem gerencia seu dinheiro, por que não se engane: você está pagando por eles.

Esteja atento também os “benefícios” prometidos pela sua companhia de cartão, porque não adianta ter acesso à sala vip em um aeroporto internacional que você não frequenta, nem ter acesso a uma sala de cinema que não existe na sua cidade. Lembre-se de que existem cartões que não cobram tarifas de utilização (mensal ou anual).

OBS: Se você concluir que vale à pena continuar com o cartão que te cobra anuidade, lembre-se que mesmo assim é possível renegociar o valor da anuidade entrando em contato com a operadora.


5 - O uso irresponsável do cartão de crédito: ele é um meio de pagamento igual ao dinheiro, não é uma fonte de recursos nem uma despesa fixa mensal. Se o cartão de crédito é hoje um problema pra sua saúde financeira, a dica infalível é descadastrar seus dados bancários de todos os sites nos quais você costuma comprar e deixá-lo em casa, longe das tentações! Outra estratégia bastante eficaz para o controle dos gastos no cartão é manter apenas um cartão de crédito ativo, com um limite inferior à sua renda mensal.


6- Limite bancário como extensão do salário: Se essa é uma realidade na sua vida, saiba que você adotou um padrão de gastos que não condiz com a sua realidade e necessita urgentemente de um ajuste financeiro. Entenda que o princípio básico da educação financeira é de que você jamais deve gastar mais do que ganha. O dinheiro do cheque especial não é seu, ele é emprestado a você com a cobrança de uma taxa de juros altíssima. A dica aqui é organizar as suas contas para parar de depender desse “empréstimo” mensal.


7- Juros e multas: Para se prevenir dos esquecimentos que se transformam em juros, programe suas contas fixas em débito automático ou crie lembretes no celular para evitar esse transtorno. Se você optar pelo débito automático, certifique-se que terá saldo em conta para quitar os seus agendamentos. Caso contrário, irá pagar os juros por utilizar o valor disponível no cheque especial, o que também não será um bom negócio. Além disso, mesmo cadastrado em débito automático, é fundamental que você cheque a discriminação de cada conta pra ter certeza de que não está havendo cobranças indevidas!



O propósito da faxina financeira é eliminar aqueles gastos que não fazem sentido na sua vida hoje. As suas prioridades podem ser diferentes das outras pessoas, então conheça a si mesmo e faça boas escolhas. Afinal, o principal objetivo do dinheiro nas nossas vidas é nos proporcionar qualidade de vida, e quanto mais desperdícios tivermos, mais distantes ficamos desse objetivo.


Até a próxima!



Clique AQUI e confira mais dicas como essas no meu canal do YouTube!