• Cristina Horst

Escolha consciente vai além de economizar!


Para começo de conversa precisamos alinhar esse entendimento: planejamento financeiro não é cortar gastos! É encontrar formas de manter a melhor vida que seu dinheiro pode pagar, garantindo a qualidade hoje sem comprometer o seu futuro.

Isso tem a ver com priorizar aquilo que é importante na sua vida. Assumir a postura de escolhas conscientes é capaz de gerar uma verdadeira transformação na sua vida, não apenas do aspecto financeiro, mas também em relação ao seu tempo e à manutenção das atividades que realmente te tragam satisfação.

Nessa pegada de prioridades, o papo de hoje é sobre assumirmos a postura consciente nas escolhas.

Essa consciência envolve escolhas mais sustentáveis e que possam beneficiar não só a você como todo o seu entorno.

Para isso te apresento os “5 R’s” para acabar com os desperdícios: reaproveite, revenda, reduza, repense e recuse.

São todas ações simples que podem impactar grandemente não só o seu bolso, mas a saúde e a do planeta também!


Reaproveite

A roupa, o calçado, a embalagem e tudo o que for possível!

Use novamente ou encontre uma nova função para esses itens. Isso alivia o seu bolso e o meio ambiente.

E se não tiver jeito e reincluir esses itens no seu dia a dia, os separe corretamente para a reciclagem.


Revenda

Aquilo que você não precisa mais.

Lembre-se que aquele item que hoje se tornou um estorvo aí na sua vida, pode estar fazendo falta na vida de alguém. Os dois lados ganham: a pessoa que vai acessar esse item a um valor mais interessante e você, que vai se livrar de um trambolho.


Reduza

Essa redução está ligada ao combate ao desperdício.

Sabe a comida que estraga na geladeira e o produto que vence no armário? É disso que estou falando.

Vale destacar que reduzir nem sempre significa comprar o que é mais barato.

Por exemplo: qual das duas opções você julga a mais viável: comprar um chinelo mais barato que terá de ser substituído em três meses ou comprar um que tenha um pouco mais de qualidade e uma durabilidade de dez meses?

Claro que não conseguiremos estimar a durabilidade dos itens com precisão, mas aqui a ideia é mostrar que há situações onde o item mais barato não é o melhor negócio no longo prazo. Fazer essa análise contribuirá para que suas escolhas sejam mais inteligentes.

Dica: reduza o consumo de plástico, compre produtos refil e priorize embalagens retornáveis.


Repense

Repense não apenas a quantidade ou a real necessidade do que você está consumindo, mas também como é esse consumo.

Consumir de produtores locais, artesanais e comércio de bairro ajuda a fortalecer a economia local.

Repensar a forma como o seu dinheiro pode contribuir para o desenvolvimento de uma localidade pode mudar a forma de ver e entender o mundo.


Recuse

Tudo o que não faz sentido para você.

Conheça as suas prioridades e tenha ações mais conscientes. Isso inclui recusar o consumo e também o desperdício do seu tempo.

Já parou para pensar em quantas ações nos envolvemos ou mesmo coisas que adquirimos apenas por não parar para pensar ou por se deixar levar pelo ambiente ou opinião alheia?

Dar um tempo antes de sair dizendo sim para tudo vai te ajudar a ser mais seletivo e manter o foco no que importa!


As ações são simples, mas é a implementação delas no seu dia a dia que fará a diferença.

Estar mais consciente em relação a seus atos é que vai te colocar mais próximo de realizar o que realmente que faz sentido para sua vida!

Até a próxima!