• Cristina Horst

COMO SE PROTEGER DOS GOLPES E FRAUDES FINANCEIRAS

Todo dia recebemos uma informação diferente de um novo tipo de golpe que está rolando por aí. E não sei o que acontece, mas apesar de saber que eles existem, ainda temos aquela crença inabalável de que “isso nunca vai acontecer comigo”.


Foi assim quando eu ouvia sobre o “golpe do whatsapp”. Pois é, apesar de conhecer esse golpe eu caí nessa.


Na época eu tinha um anúncio de venda do meu carro em um site e quem me ligou se passava por um representante desse site. Na hora eu nem conferi nada, simplesmente fui passando a informação.


Os golpistas só não contavam com dois fatores:

1. eu estava na frente do computador e quando o whatsapp desfez o login, percebi instantaneamente que havia caído no golpe;

2. pensando na possibilidade de um dia ser vítima de ações como essa, eu já havia criado o mecanismo de segurança de autenticação em duas etapas. Se você não sabe do que eu tô falando, confere aqui: https://faq.whatsapp.com/general/verification/about-two-step-verification/?lang=pt_br


Assim, tive tempo de barrar essa tentativa. Mas foi por pouco.


Os golpistas estão sempre preparados para se aproveitarem dos nossos momentos de distração e até de falta de conhecimento para “se darem bem” a nossas custas. E isso não é diferente quando se trata de investimentos.


Na intenção de provocar reflexão, criar alertas e te informar, criei esse texto para te ajudar a se blindar de possíveis golpes e fraudes. Sabe que existem, todos sabemos, mas como identificá-los? Vamos começar por aí!


PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS E PROMESSAS DE PROPOSTAS DE INVESTIMENTOS FRAUDULENTOS:

- retorno garantido e livre de riscos;

- alta rentabilidade em um curto espaço de tempo;

- dinheiro fácil e sem trabalhar;

- alto investimento em publicidade;

- utilização de sites falsos e depoimentos irreais;

- sentido de urgência de uma oportunidade a ser perdida;

- pouco detalhamento sobre os riscos;

- elevado valor exigido para a adesão ao esquema e necessidade de recrutamento de novos entrantes (indicação de amigos ou parentes).



4 TIPOS COMUNS DE IRREGULARIDADES E GOLPES FINANCEIROS


- Pirâmide financeira

A principal característica é a ausência de um produto genuíno. Propositalmente, a apresentação do produto é tão confusa quanto a explicação sobre o sistema de comissionamento. É difícil entender qual é a fonte de receita da empresa e como os participantes ganham dinheiro.

A dinâmica costuma ser assim: a pessoa paga um valor para fazer parte do esquema e ao recrutar novos membros (que também pagarão pela adesão), começa a receber dinheiro. Os seus lucros estarão diretamente relacionadas ao desempenho dessas pessoas captadas por você. Assim, o dinheiro “investido” pelos novos entrantes que estão na base, compõe remuneração dos que estão nas camadas superiores, até o topo, formando a pirâmide.

Esse formato além de ser crime (Lei 1.521/51 ), é insustentável por si só, pois para continuar gerando lucro precisa ter novos entrantes infinitamente e bem sabemos que a população da terra é finita.


- Marketing multinível

Aqui as pessoas são remuneradas tanto pela venda de produtos quanto pelo recrutamento de novos entrantes. Esse modelo é legal e muito comum especialmente no tipo de renvenda “porta a porta” ou por catálogo. No entanto, o que acontece é que golpistas tentam camuflar seus esquemas de pirâmides como se fossem marketing multinível.

Pontos que você deve avaliar para não cair nessa pegadinha:

- pagamento inicial elevado para fazer parte do esquema, que não te dá uma contrapartida real condizente ao que você está pagando, como por exemplo, te fornecer um kit de produtos para revenda;

- baixo ou nenhum esforço real para a venda efetiva desses produtos. Se as atividades de venda fizerem pouco sentido, se não há valor econômico ou mesmo se essa atividade puder ser realizada de forma automatizada, com a utilização de um software por exemplo, desconfie!

- geralmente esse tipo de fraude costuma realizar apresentações públicas em auditórios.


- Golpe dos investimentos "esquecidos"

Nessa ação, os golpistas entram em contato informando a existência aplicações em seu nome que foram supostamente esquecidas. Eles se oferecem para te ajudar a “recuperar” esse valor, e para isso requerem o depósito de um valor antecipado para o pagamento de “imposto de renda”, “taxa de administração” ou alguma outra taxa inventada.

Nem preciso mencionar o que acontece depois desse pagamento, né? Eles desaparecem com o dinheiro que você pagou.


- Fraude da oferta de títulos não registrados

Aqui os falsos profissionais captam pessoas para acessar um grupo “exclusivo” de investidores com a promessa de acesso a algum “fundo de investimento” ou algo do gênero. Essa costuma ser uma outra roupagem dada às pirâmides financeiras.

Lembre-se de que investimentos como os fundos precisam ser obrigatoriamente registrados junto à CVM – Comissão de Valores Mobiliários, que disponibiliza a consulta a essas informações de forma gratuita por seu próprio site.


COMO SE PROTEGER DE GOLPES

- Investigue bem antes de investir: busque informações sobre a empresa e sobre o registro dessas atividades. Lembre-se que os golpes estão cada vez mais sofisticados, assim torna-se importante buscar informações em fontes confiáveis.

- Desconfie de promessas de alto retorno com baixo risco: Veja essa super proposta: investimento com rentabilidade garantida de 10% ao mês onde você pode tirar o seu dinheiro a qualquer momento.

Pontos de atenção: a Taxa Selic, que é a taxa base de juros da nossa economia está em 2% ao ano. Fica claro que uma proposta de rentabilidade de 10% ao mês está completamente descolada da realidade! Principalmente quando a promessa é de baixo risco, pois lembre-se: rentabilidade e risco andam de mãos dadas, quanto maior for a possibilidade de lucro, maior será o risco desse investimento. Da mesma forma, investimentos com alta liquidez, ou seja, que podem ser recuperados a qualquer momento tendem a possuir uma rentabildiade é mais baixa.

- Verifique se a empresa está autorizada a fazer esse tipo de transação. No Brasil, é obrigatório que todas as empresas que operam o mercado de valores mobiliários, onde ocorrem as operações de investimentos financeiros, sejam licenciadas pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários. Essa consulta é gratuita e pode ser feita acessando o site da CVM (https://www.investidor.gov.br/index.html).

- Você entende o que está fazendo? Faça o teste tentando explicar a operação a outra pessoa. Se não conseguir explicar ou se sentir confuso, significa que a ideia não está madura suficiente para que você opte por ela. Nesse caso, recomendo que se aprofunde nos estudos sobre o tema e se for necessário, peça ajuda a algum profissional especializado no assunto.

- Proteja suas informações: jamais entregue a sua senha a terceiros nem passe informações como os dados do seu cartão de crédito aleatoriamente pelo telefone ou as coloque em sites duvidosos.

- Acompanhe suas operações: acompanhe as informações realizadas em seu nome.

e acompanhe suas operações: nada de passar seus dados aleatoriamente nem de realizar pagamentos sem checar informações básicas como o destinatário.


O que fazer caso você tenha caído em algum desses golpes?

Você deve registrar um Boletim de Ocorrência junto à Polícia e acionar a justiça para a reparação dos danos.

Caso desconfie desse tipo de fraude também é possível denunciar junto aoMinistério Público Federal ou Estadual.


COMO DESCOBRIR SE SEUS DADOS JÁ FORAM UTILIZADOS EM FRAUDES BANCÁRIAS

Infelizmente precisamos lembrar que apenas esses cuidados não garantem a sua proteção, pois ainda há os golpes que surgem a partir de vazamento de dados, clonagem de cartão de crédito, entre outros. E sabe o que é pior? Eles podem acontecer e você nem perceber, ou só se dar conta muito tempo depois.


Para nossa alegria, existe um mecanismo gratuito que nos ajuda a monitorar toda a nossa relação com o sistema financeiro nacional. Eu to falando do Registrato!


Ele é uma ferramenta que o Branco Central disponibiliza onde podemos acessar todas as nossas informações relacionadas ao sistema financeiro nacional como chaves PIX, contas bancárias abertas em seu nome, seus endividamentos, etc. É tudo gratuito e pode ser acessado pela internet.


O cadastro é simples e todas as informações necessárias estão disponíveis nesse link: <https://www.bcb.gov.br/cidadaniafinanceira/registrato>


Ao acessar esse relatório você conseguira identificar se existe alguma operação que não foi você que fez. Caso você encontre alguma irregularidade deverá procurar a instituição financeira o mais rapidamente possível para notificar essa possível fraude e evitar uma dor de cabeça ainda maior.




Quando se trata de investimentos, não deixe que a ganância te cegue para a realidade. A análise mais minuciosa aliada à busca de informações em fontes confiáveis é capaz de te livrar de várias “frias”.


As fraudes realizadas a partir dos seus dados pessoais é mais difícil de controlar, e nesse caso, além de tomar os cuidados óbvios de não compartilhar dados aleatória e desnecessariamente, também se torna importante a checagem dos seus dados junto ao Banco Central de tempos em tempos.


Dá trabalho, eu sei. Mas tomar os cuidados recomendados nesse texto de custarão muito menos tempo e dinheiro do que ter que lidar com eles quando o problema já estiver estabelecido!


Espero ter contribuído com a sua prevenção!


Até a próxima!




Clique AQUI e confira mais dicas como essas no meu canal do YouTube!