• Cristina Horst

COMO ESCOLHER MEU BANCO DIGITAL

Temos vivido uma completa revolução tecnológica, onde cada vez mais os produtos e serviços passam a ser automatizados e conseguimos resolver quase tudo remotamente.


Não poderia ser diferente quando pensamos e falamos do sistema financeiro. Ainda assim, o Brasil ocupa a posição 9 de 10 entre os países com maior número de desbancarizados, ou seja, de pessoas que não possuem conta bancária. São 48,4 milhões de pessoas sem acesso algum aos serviços bancários.


Isso quer dizer que essas pessoas não tem acesso a facilidades como o parcelamento de compras proporcionado pelo cartão de crédito ou talão de cheques, não tem acesso a empréstimos ou financiamentos, não conta com a facilidade de receber pagamentos de forma eletrônica e instantânea, e por aí vai.

Mas essa realidade está mudando e os bancos digitais e fintechs estão aí com a promessa de facilitar e simplificar o acesso e o relacionamento financeiro bancário. Mas, você sabe mesmo o que é um banco digital e como funciona uma conta assim? Vem comigo que vou te explicar!


O que é e como funciona o “banco digital”?

É uma instituição financeira que funciona de forma on line, ou seja, não tem uma agência para atendimento ao cliente final (que somos nós), porque os canais de comunicação são todos virtuais, como chat, email, telefone, etc.


Esses bancos costumam oferecer serviços que incluem: cartão de crédito, cartão de débito, conta corrente digital e as transações relacionadas a elas como TED e DOC, empréstimo e conta para pessoas físicas e pessoas jurídicas (empresas). Alguns também contam com plataforma de investimentos, seguros e consórcios.


A grande dúvida que surge é: essas instituições são realmente seguras?

Pra responder essa questão, é importante considerar que esses, assim como os bancos tradicionais, também são fiscalizados pelo Banco Central e seguem regras instituídas pelo CMN (Conselho Monetário Nacional). E que a principal diferença entre o banco digital e o tradicional é que o digital não tem um prédio onde você cliente pode ir até lá para ser atendido ou para resolver um problema. Tudo é realizado de modo remoto.


Outra dúvida comum é se existe ou não diferença entre as contas correntes e qual das duas é melhor. A conta digital é a mesma que a conta de um banco tradicional com a diferença de que absolutamente todas as transações (inclusive a abertura) são realizadas de forma on line.


Mas se não tem banco físico para me atender, como eu farei saques?

Utilizando os terminais de atendimento dos bancos 24 horas. Mas atenção, muitos bancos costumam cobrar por esse serviço de saque.


Agora pra saber qual das duas é melhor, depende muito do seu perfil. O que você precisa se perguntar é: você se sente confortável em resolver tudo de modo remoto, sem ter um lugar pra ir reclamar pessoalmente caso tenha um problema? Essa resposta vai ajudar a te guiar na escolha da resposta que mais condiz ao seu perfil.


Pra te ajudar a fazer essa escolha, vou te mostrar aqui algumas vantagens de desvantagens de optar pela conta digital.


Vantagens:

- A abertura dessas contas é rápida e ágil, com o envio de toda a documentação necessária por meio de foto feita com o próprio celular.

- A resolução de eventuais problemas é bastante cômoda, por ser realizada sempre de forma remota.

- A interface dos aplicativos costuma ser bastante intuitivos, ou seja, é fácil de mexer.

- A utilização dessas contas pode ser totalmente gratuita, com a escolha de pacotes que sejam isentos da cobrança de tarifas de manutenção de conta.

- Oferta de pacotes com “benefícios” similares ao dos bancos tradicionais, que ofertam o mesmo tipo de serviços.

- Disponibilização de cartão de crédito, que pode ter ou não cobrança de tarifas.

- Geralmente as tarifas pelos serviços não estão incluso no pacote de serviços contratado são mais baixas que as tarifas dos bancos tradicionais.

- Possibilidade de abertura de conta para pessoas físicas e contas empresariais (pessoa jurídica).


Desvantagens

- Não existe atendimento presencial.

- Pode haver limitação de atendimento de horário, mesmo sendo on line, ou seja, alguns bancos só atender durante o período comercial.

- Geralmente o acesso aos pacotes de serviços mais completos não são gratuitos.

- Os critérios para aprovação de cadastro de novo cliente não são claros, especialmente quando o cadastro é negado.

- As taxa de juros do cheque especial e do cartão de crédito costumam ser bem pesadas (mas isso não é muito diferente do que já acontece com os bancos tradicionais).


Se depois de analisar essas informações você perceber que faz sentido ter uma conta digital, vou te dar algumas dicas sobre como fazer a melhor escolha.


Como escolher onde abrir sua conta digital?

- Entenda quais os serviços que você mais utiliza e precisa. Depois disso, verifique se os serviços disponíveis respondem à sua necessidade, pois em alguns bancos não é possível cadastrar débito automático ou pagar guias de impostos, como IPVA, IPTU e DARF, por exemplo.

- Saiba o valor das tarifas cobradas para serviços que você possa eventualmente precisar, como por exemplo, tarifa para saque.

- Conheça as taxas sobre as operações, como a dos juros cobrados pela utilização do cheque especial.

- Analise a opinião das pessoas em sites como Reclame Aqui e também a forma como essa empresa costuma solucionar os problemas, porque lembre-se: se você tiver problemas, também vai precisar resolvê-los de maneira remota.

- Conheça o aplicativo e avalie sua nota na loja do Google Play ou da Apple Store, afinal, todas as suas transações serão realizadas por lá. Verifique o quanto você considera essa plataforma simples e fácil de mexer.

- Identifique quais são os canais de atendimento disponíveis (telefone, chat, email, aplicativo, etc) e quais os dias e horários que eles estão disponíveis. Isso pode fazer total diferença no momento de um perrengue inesperado.

- Esteja atento ao fato de as regras e os serviços incluídos nas contas destinadas a pessoas físicas e pessoas jurídicas são diferentes. Então você precisa estar atento as especificidades de cada uma delas pra evitar confusão na hora da escolha.


A verdade é que não existe conta certa ou errada. Existe aquela que mais se adequa ao que você precisa no momento.


Espero que essas informações consigam te direcionar para uma boa escolha!


Até a próxima!

Clique AQUI e confira mais dicas como essas no meu canal do YouTube!