• Cristina Horst

COMO DESCOBRIR SE OS SEUS DADOS JÁ FORAM UTILIZADOS EM FRAUDES BANCÁRIAS


Os vazamentos de dados na internet têm sido cada vez mais comuns, mas como saber se os seus dados já foram usados indevidamente?

Esse monitoramento pode ser realizado por você mesmo por uma plataforma gratuita disponibilizada pelo Banco Central: o Registrato. Por lá você consegue conferir todo o seu relacionamento bancário e ainda obter informações sobre suas chaves PIX, sobre as contas bancárias abertas em seu nome e muito mais.


O que é o Registrato?

É uma ferramenta que o Branco Central disponibiliza para que tenhamos acesso a todas as nossas informações relacionadas ao sistema financeiro nacional. É tudo gratuito e conseguimos acessar pela internet.


Pra que serve?

Esse relatório te fornece um panorama completo da sua vida financeira. Lá é possível consultar:

- Todas as suas chaves PIX e identificar se há alguma que não foi criada por você.

- Seus endividamentos (SCR – Sistema de Informação de Crédito): aqui você vai encontrar dados sobre todos os empréstimos, financiamentos ou operações de crédito que você tenha realizado nos últimos anos.

- Seus relacionamentos financeiros (CCS – Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional): esse item reúne informações de todos os bancos, corretoras de valores e contas de pagamento com os quais você já teve relacionamento.

- Operações de câmbio: é possível consultar as informações sobre o dinheiro que você enviou ou trouxe do exterior.


Porque é importante consultar?

Ao acessar o seu relatório é possível identificar se existe alguma inconsistência.


Exemplo 1: ao consultar seu CCS você pode identificar uma conta que você já tenha solicitado encerramento que ainda apareça como ativa. Se isso acontecer, você deve entrar em contato com a instituição financeira para averiguar o que aconteceu, pois existe a possibilidade do banco não ter dado baixa na sua conta e ainda continuar te cobrando tarifas indevidamente.


Exemplo 2: verificando o seu SCR você entenderá como está o seu nível de endividamento e as instituições financeiras podem fazer o mesmo. Inclusive elas costumam utilizar as informações desse relatório para subsidiar decisões de positivas ou negativas para a abertura de contas, cedência de um novo cartão de crédito e até mesmo aumento de limite. A consulta por parte das instituições financeiras pode ter sido permitida por você mesmo, ao concordar com aqueles termos descritos nas letrinhas miúdas que costumam passar desapercebidas


Como faço para me cadastrar e acessar as informações do Registrato?

São essas as formas possíveis de cadastro:

- pelo celular, serviço disponível para essas instituições: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica, Itaú, Santander, Sicoob e Sicredi.

- Pelo internet banking.

- Por certificado digital.

- Pessoalmente ou por correspondência diretamente junto ao Banco Central.


É importante lembrar que você só conseguirá finalizar o seu cadastro pelo internet banking se a sua conta for em um banco, esse registro não está disponível caso você tente realizar seu cadastro por meio de instituições ou contas de pagamentos como o Nubank, Pickpay, Ame Digital, PayPal, entre outros.


O passo a passo é bem simples e você pode realizar o seu cadastro acessando esse link e clicando nas opções disponíveis para “Pessoa física”:

< https://www.bcb.gov.br/cidadaniafinanceira/registrato>


Depois do cadastro, você receberá uma senha e é só ir seguindo o passo a passo que conseguirá finalizar e acessar as suas informações.



Lembre-se de que você poderá acessar os relatórios quantas vezes quiser e eles são totalmente gratuitos! Inclusive é importante realizar essa consulta de tempos em tempos para verificar se existe alguma informação que indique a utilização indevida dos seus dados.


Se isso acontecer, procure a instituição financeira o mais rapidamente possível para notificar essa possível fraude e evitar uma dor de cabeça ainda maior.


Aproveita e compartilha essa informação com outras pessoas que precisam conferir essa ferramenta!


Até a próxima!








Clique AQUI e confira mais dicas como essas no meu canal do YouTube!